1. Guia
  2. RJ
  3. BARRA MANSA
  4. Detalhes da cidade
Guia da cidade - BARRA MANSA


Detalhes da cidade: BARRA MANSA-RJ


  • Cidade: BARRA MANSA - Estado: RJ
  • DDD: 24
  • Região: Vale do Paraíba Fluminense
  • População: 180.126 habitantes (Homens: 48% / Mulheres: 51%)
  • Homens: 86.316
  • Mulheres: 92.583
  • Total de domicílios: 56.881
  • Distância da capital (em km): 107
  • Área (km²): 5.474
  • Densidade demográfica: 3.268
  • Frota de veículos: 54.769
  • Indústrias: 1.343
  • Serviços: 5.357
  • Agronegócios: 78
  • Comércio: 4.777
  • Número de empresas: 11.555
  • Serviços de saúde: 226
  • Agências bancárias: 13
  • Educação: 205
  • Administração pública: 21
  • Atividades financeiras: 45
  • Correios e telecomunicações: 22
  • Transportes: 499
  • Alojamento: 40
  • Alimentação: 1.206
  • Comércio e reparo de veículos: 598
  • Serviços em geral: 2.482
  • Indústria extrativa: 21
  • Construção: 390
  • Reciclagem: 20
  • Eletricidade, gás e água: 17
  • Indústrias em geral: 895
  • Comércio atacadista: 561
  • Comércio varejista: 4.216


  • Barra Mansa

    Rio de Janeiro - RJ

    Histórico

    A origem do Município de Barra Mansa pode associar-se a uma capela, erguida antes de 1820, sob a invocação de São Sebastião, nas proximidades da foz do rio Barra Mansa.

    Centro de diversos roteiros de tropas, a localidade foi, em épocas remotas, etapa preferida pelos viajantes de Minas, São Paulo e Goiás, o que propiciou seu rápido desenvolvimento.

    Entretanto, aquele caráter primitivo de simples pousada foi, pouco a pouco, se perdendo, não só porque o intenso afluxo de mercadorias que transitavam em suas estradas convidava ao estabelecimento do comércio, como porque a fertilidade das terras atraía os colonos para as atividades agrícolas. Na primeira metade do século XIX multiplicou-se, o número de fazendas, de engenhos e de plantações, destacando-se as de café.

    A mais antiga propriedade parece ter sido a de Custódio Ferreira Leite, Barão de Aiuruoca, considerado um dos primeiros habitantes de Barra Mansa e que se fixou nas margens do Paraíba, enquanto Antônio Marcondes do Amaral, outro pioneiro, se instalava em N. S. do Rosário dos Quatis.

    Foi o Barão, entretanto, o primeiro a doar as terras onde deveria ser criada a Vila e a reservar, nas circunvizinhanças, áreas que seriam concedidas aos que nelas se quisessem fixar.

    Em 1871 foi inaugurado trecho da Estrada de Ferro D.Pedro II, com a presença do Conde d'Eu, fato de extrema importância para o desenvolvimento do Município.

    No ano de 1900 foi construído um outro trecho ferroviário pertencente à Estrada de Ferro Oeste de Minas. Esta ferrovia muito contribuiu para a retomada econômica de Barra Mansa que, com a promulgação da Lei Áurea, teve atingido a sua economia em virtude do êxodo das lavouras.

    Desfrutando de situação privilegiada como centro ferroviário, o Município substituiu a lavoura pela pecuária extensiva, que requeria menor número de braços. Barra Mansa, em seu crescente progresso, passou da pecuária à indústria.

    Gentílico: barra-manense

    Formação administrativa

    Elevado à categoria de vila com a denominação de São Sebastião da Barra Mansa, pelo decreto provincial de 03-10-1832, desmembrado de Resende. Sede na antiga vila de São Sebastião da Barra Mansa. Instalado em 10-02-1833.

    Distrito criado com a denominação de São Sebastião da Barra Mansa, pela lei provincial nº 170, de 15-05-1839, subordinado ao município de Resende.

    Pela deliberação estadual de 09-09-1890, e por decretos nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, são criados os distritos de Divisa, Espírito Santo e anexados ao município de São Sebastião da Barra Mansa.

    Pela lei provincial nº 308, de 29-03-1844, e por decretos nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de Amparo e anexado ao município de São Sebastião Barra Mansa.

    Pela lei provincial nº 549, de 30-08-1851, e por decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de Quatis e anexado ao município de São Sebastião da Barra Mansa.

    Pela lei provincial nº 573, de 09-10-1851 e por decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de São Joaquim e anexado ao município de São Sebastião da Barra Mansa.

    Elevado à condição de cidade com a denominação de Barra Mansa, pela lei provincial n° 990, de 15-10-1857.

    Distrito de São Sebastião da Barra Mansa atual Barra Mansa teve confirmada sua criação, pelos decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892.

    Em divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1911, o município é constiuído de 6 distritos: Barra Mansa, Amparo, Divisa, Espírito Santo, Quatis, São Joaquim,

    Pelo decreto estadual nº 1638, de 20-11-1919, é criado o distrito de Falcão e anexado ao município de Barra Mansa.

    Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-1X-1920, o município é constituído de 7 distritos: Barra Mansa, Amparo, Divisa, Espírito Santo, Falcão, Quatis e São Joaquim.

    Pelo decreto estadual nº 2019, de 23-10-1926, é criado o distrito de Volta Redonda e anexado ao município de Barra Mansa. Pelo referido decreto, o distrito de divisa passa a denominar-se Floriano.

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Barra Mansa é constituído de 8 distritos: Barra Mansa, Amparo, Espírito Santo, Falcão, Floriano ex-Divisa, Quatis, São Joaquim e Volta Redonda.

    Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

    Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, o distrito de Espírito Santo passou a denominar-se Rialto ; Floriano a denominar-se Ribeirão da Divisa, São Joaquim a denominar-se Ribeirão de São Joaquim e Amparo a denominar-se Nossa Senhora do Amparo.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 8 distritos: Barra Mansa, Falcão, Nossa Senhora do Amparo ex-Amparo, Quatis, Rialto ex-Espiríto Santo, Ribeirão de São Joaquim ex-São Joaquim, Ribeirão da Divisa ex-Floriano e Volta Redonda.

    Pela lei estadual nº 1324, de 18-10-1951, o distrito de Ribeirão da Divisa voltou a denominar-se Floriano.

    Pela lei estadual nº 2185, de 17-07-1954, desmembra do município de Barra Mansa o distrito de Volta Redonda. Elevado à categoria de município.

    Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município de Barra Mansa é constituído de 7 distritos: Barra Mansa, Falcão, Floriano ex-Ribeirão da Divisa, Nossa Senhora do Amparo, Quatis, Rialto, Ribeirão São Joaquim.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.

    Pelo decreto estadual nº 7264, de 15-05-1984, identifica o acidente geográfico Córrego Ano Bom e constitui comissão para determinar e fixar o marcos que melhor caracterizem os limites entre Barra Mansa e Volta Redonda.

    Pelo decreto nº 9255, de 07-10-1986, estabelece pontos topográficos que melhor caracterizem os limites urbanos de Barra Mansa.

    Pela lei estadual nº 1787, de 09-05-1991, desmembra de Barrra Mansa, os distritos de Quatis, Ribeirão de São Joaquim e Falcão, para formar o novo município de Quatis.

    Pela lei nº 2552, de 29-03-1993, é criado o distrito de Antônio Rocha e anexado ao município de Barra Mansa.

    Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 5 distritos: Barra Mansa, Antonio Rocha, Floriano, Nossa Senhora do Amparo e Rialto.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

    Pela lei municipal nº 3613, de 26-10-2006, é criado o distrito de Santa Rita de Cássia e anexado ao município de Barra Mansa.

    Em divisão territorial datada de 2007, o município é constituído de 6 distritos: Barra Mansa, Antônio Rocha, Floriano, Nossa Senhora do Amparo, Rialto e Santa Rita de Cássia.

    Alteração toponímica municipal

    São Sebastião da Barra Mansa para simplesmente Barra Mansa alterado, pela lei provincial 990, de 15-10-1857.

    Fonte: IBGE