1. Guia
  2. MS
  3. DOURADOS
  4. Detalhes da cidade
Guia da cidade - DOURADOS


Detalhes da cidade: DOURADOS-MS


  • Cidade: DOURADOS - Estado: MS
  • DDD: 67
  • Região: Dourados
  • População: 215.486 habitantes (Homens: 46% / Mulheres: 47%)
  • Homens: 98.632
  • Mulheres: 102.204
  • Total de domicílios: 62.341
  • Distância da capital (em km): 198
  • Área (km²): 40.864
  • Densidade demográfica: 491
  • Frota de veículos: 110.252
  • Indústrias: 1.705
  • Serviços: 5.983
  • Agronegócios: 130
  • Comércio: 5.696
  • Número de empresas: 13.514
  • Serviços de saúde: 259
  • Agências bancárias: 23
  • Educação: 218
  • Administração pública: 61
  • Atividades financeiras: 146
  • Correios e telecomunicações: 38
  • Transportes: 649
  • Alojamento: 66
  • Alimentação: 571
  • Comércio e reparo de veículos: 915
  • Serviços em geral: 3.037
  • Indústria extrativa: 11
  • Construção: 671
  • Reciclagem: 21
  • Eletricidade, gás e água: 14
  • Indústrias em geral: 988
  • Comércio atacadista: 872
  • Comércio varejista: 4.824


  • Dourados

    Mato Grosso do Sul - MS

    Histórico

    Antes da colonização do homem branco o município de Dourados era habitado pelas tribos Terena e Kaiwa cuja presença dos descendentes é marcante até os dias atuais constituindo uma das maiores populações indígenas do Brasil.

    Fundada em 10 de maio de 1.861, a Colônia Militar de Dourados, sob o comando de Antônio João Ribeiro, quando ocorreu a invasão paraguaia. Por este fato, a região tornou-se lendária.

    No final do século XIX vieram para Mato Grosso, algumas famílias originárias dos Estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo em busca de novas terras no oeste do país.

    Dado o acentuado progresso verificado na região e pelas notícias sobre a fertilidade da terra, aluíram novos colonizadores em demanda da exploração dos extensos ervais nativos impulsionado pela ação da Companhia Mate Laranjeira S/A, que deteve o monopólio da exploração dos ervais em toda a região, entre os anos de 1882 e 1924, destacou-se também o desenvolvimento da cultura pastoril e da construção da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, entre 1904 a 1914.

    Entre os colonizadores, se destacava Marcelino Pires, homem resoluto, dotado de uma coragem extrema e possuidor de grande ardor pelo trabalho da lavoura e pecuária. Marcelino Pires se dedicou com maior intensidade à criação de gado, ocupando vastíssima área de terras, onde se localiza atualmente a cidade de Dourados.

    Em 20 de dezembro de 1935, com áreas desmembradas do município de Ponta Porã, através do Decreto nº 30 do então Governador do Estado, Sr. Mário Corrêa da Costa foi criado o município de Dourados.

    A colônia agrícola de Dourados, criada em 1943, com uma área de 50.000 hectares, reservado em 1923 para a colonização, passou a integrar Dourados pelo Decreto de elevação à categoria de município em 1935 atraindo para a região tantas levas de imigrantes brasileiros e estrangeiros, principalmente japoneses, que se dedicaram notadamente ao cultivo de café.

    Formação Administrativa

    Distrito criado com denominação de Dourados, pela lei nº 658, de 15-06-1914, subordinado ao município de Ponta Porã.

    No quadro de apuração do recenseamento geral de I-IX-1920, o distrito de Dourados, figura no município de Ponta Porã.

    Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.

    Elevado à categoria de município coma denominação de Dourados, pelo decreto nº 30, de 20-12-1935, desmembrado de Ponta Porã.

    Sede no antigo distrito de Dourados. Constituído do distrito sede. Instalado em 22-01-1936.

    Em divisão territorial datada de 31-XII-1936, o município aparece constituído de 4 distritos: Dourados, Carapós, Iguassu e Juti.

    Em divisão territorial datada de 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Dourados e Juti. Não figurando os distritos de Carapós e Iguassu.

    Pelo Decreto-Lei Estadual nº 145, de 29-03-1938, o distrito de Juti tomou o nome de Santa Luzia.

    No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município de Dourados é constituído de 2 distritos: Dourados e Santa Luzia (ex-Juti).

    Pelo Decreto-Lei Federal nº 6550, de 31-05-1944, ainda em vigor nos termos dos artigos 161 e 162 do decreto-lei 6887, de 21-09-1944, retificado pelo Decreto-Lei Federal nº 9.055, de 12-03-1946, o Santa Luzia voltou a denominar-se Juti.

    No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 2 distritos: Dourados e Juti (ex-Santa Luzia).

    Pela Lei Estadual nº 150, de 04-10-1948, é criado o distrito de Guaçu (ex-povoado de Macaúba) e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 188, de 16-11-1948, é criado o distrito de Caaparó (ex-povoado), criado com terras desmembradas do distrito de Juti e anexado ao município de Dourados.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Dourados, Caarapó, Guaçu e Juti.

    Pela Lei Estadual 661, de 10-12-1953, é criado o distrito de Itaum (ex-povoado) e anexado ao município Dourados.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 5 distritos: Dourados, Caarapó, Guaçu Itaum e Juti.

    Pela Lei Estadual nº 1190, de 20-02-1958, desmembra do município de Dourados os distritos de Caaparó e Juti, para constituir o novo município de Caaparó.

    Pela Lei Estadual nº 1125, de 17-11-1958, é criado o distrito de Vila Brasil (ex-povoado) e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 1126, de 17-11-1958, é criado o distrito de Bocajá (ex-povoado de Rainha dos Apóstolos), e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 1159, de 18-11-1958, é criado o distrito de Picadinha (ex-povoado) e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 1197, de 22-12-1958, é criado o distrito de Vila Glória (ex-localidade) e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 1202, de 27-12-1958, é criado o distrito de São Pedro (ex-povoado) e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 1207, de 27-12-1958, é criado o distrito de Panambi (ex-povoado de Santa Cruz) e anexado ao município de Dourados.

    Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 9 distritos: Dourados, Bocajá, Guaçu, Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Vila Brasil e Vila Glória.

    Pela Lei Estadual nº 1941, de 11-11-1963, desmembra do município de Dourados o distrito de Vila Glória. Elevado á categoria de município com a denominação de Glória dos Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 2057, de 11-11-1963, desmembra do município de Dourados o distrito de Vila Brasil. Elevado á categoria de município.

    Pela Lei Estadual 2092, 20-12-1963, é criado o distrito de Vila Vargas e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual 2093, 20-12-1963, é criado o distrito de Douradinha e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual 2098, 20-12-1963, é criado o distrito de Angélica e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual 2101, de 20-12-1963, é criado o distrito de Serraria e anexado ao município de Dourados.

    Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município Dourados é constituído de 11 distritos: Dourados, Angélica, Bocajá, Douradina, Guaçu, Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Serraria, e Vila Vargas.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1971.

    Pela Lei Estadual nº 3691, de 13-05-1976, desmembra do município de Dourados o distrito de Angélica. Elevado á categoria de município.

    Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 10 distritos: Dourados, Bocajá, Douradina, Guaçu, Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Serraria e Vila Vargas.

    Pela Lei Estadual nº 78, de 12-05-1980, desmembra do município de Dourados os distritos de Douradina e Bocajá, para formar o novo município de Douradina.

    Pela Lei Estadual nº 325, 30-12-1981, é criado o distrito de Vila Formosa e anexado ao município de Dourados.

    Pela Lei Estadual nº 387, de 20-09-1983, o distrito de Serraria tomou o nome de Indápolis.

    Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 9 distritos: Dourados, Guaçu, Indápolis (ex-Serraria), Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Vila Formosa e Vila Vargas.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

    Fonte: www.dourados.ms.gov.br/ACidade/História/tabid/63/language/pt-BR/Default.aspx