1. Guia
  2. GO
  3. RIO VERDE
  4. Detalhes da cidade
Guia da cidade - RIO VERDE


Detalhes da cidade: RIO VERDE-GO


  • Cidade: RIO VERDE - Estado: GO
  • DDD: 64
  • Região: Sudoeste de Goiás
  • População: 212.237 habitantes (Homens: 45% / Mulheres: 43%)
  • Homens: 94.782
  • Mulheres: 90.954
  • Total de domicílios: 58.411
  • Distância da capital (em km): 217
  • Área (km²): 83.883
  • Densidade demográfica: 221
  • Frota de veículos: 97.821
  • Indústrias: 1.517
  • Serviços: 5.664
  • Agronegócios: 212
  • Comércio: 5.967
  • Número de empresas: 13.360
  • Serviços de saúde: 182
  • Agências bancárias: 22
  • Educação: 310
  • Administração pública: 28
  • Atividades financeiras: 87
  • Correios e telecomunicações: 42
  • Transportes: 739
  • Alojamento: 78
  • Alimentação: 790
  • Comércio e reparo de veículos: 1.081
  • Serviços em geral: 2.305
  • Indústria extrativa: 27
  • Construção: 413
  • Reciclagem: 16
  • Eletricidade, gás e água: 15
  • Indústrias em geral: 1.046
  • Comércio atacadista: 708
  • Comércio varejista: 5.259


  • Rio Verde

    Goiás - GO

    Histórico

    Rio Verde surgiu com a isenção de pagamento de impostos por 10 anos pela Lei nº 11 para criadores de gado bovino e eqüino na região sul de Goiás. Por volta do ano de 1840, chegaram aos sertões de Rio Verde, José Rodrigues de Mendonça e sua família. Estabeleceram-se a seis léguas de Rio Verde, na Fazenda São Tomaz.

    Em 25 de agosto de 1846, José Rodrigues e sua mulher doaram sete sesmarias de suas terras para o patrimônio da igreja e construção de uma capela em louvor a Nossa Senhora das Dores. A partir daí, surgiu o Arraial de Nossa Senhora das Dores de Rio Verde. De acordo com a Lei nº 08 de seis de novembro de 1854, o povoado Dores de Rio Verde foi elevado à categoria de Vila.

    Em primeiro de novembro de 1865, uma coluna de 3 mil soldados, a caminho da Guerra do Paraguai, chegaram ao povoado. O grupo não ficou imune ao espírito sarcástico de pessoas do lugar e foram apelidados de abóboras, em referência à grande quantidade de plantação de abóboras na época. Como a vila não tinha outra alimentação para o exército que acabara de chegar, os soldados só comiam abóboras, escreveu o Visconde de Taunay. Já em cinco de agosto de 1848, através da Lei Provincial, a Vila foi elevada à categoria de Distrito de Rio Verde.

    Gentílico: rio-verdense.

    Formação Administrativa

    Distrito criado com a denominação de Rio Verde, pela lei provincial nº 6, de 05-08-­1848.

    Elevado à categoria de vila com a denominação de Rio Verde, pela lei provincial nº 8, de 06-11-1854, desmembrado de Goiás. Sede na povoação do Rio Verde. Constituído do distrito sede. Instalado em 26-09-1862.

    Pela lei ou Resolução Provincial nº 1, de 05-11-1855, é criado o distrito de Torres do Rio Bonito e anexado ao município de Rio Verde.

    Pela lei ou Resolução Provincial nº 508, de 29-07-1873, desmembra do Rio Verde o distrito de Torres do Rio Bonito. Elevado à categoria de Vila.

    Elevado à condição de cidade com a denominação de Rio Verde, pela lei provincial nº 670, de 31-07-1882.

    Pela lei provincial nº 603, de 29-07-1879, é criado o distrito de Abadia da Paraíba e anexado ao município de Rio Verde.

    Pela lei municipal nº 35, de 28-11-1907, é criado o distrito de Chapadão e anexado ao município de Rio Verde.

    Nos quadros Recenseamento Geral 1-IX-1920, o município aparece constituído de 3 distritos: Rio Verde, Capelinha e Chapadão. Não figurando o distrito de Abadia de Paranaíba.

    Pelo decreto municipal nº 23, de 24-02-1931, é criado o distrito de Cachoeira Alta e anexado ao município de Rio Verde.

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 4 distritos: Rio Verde, Cachoeira Alta, Chapadão e Quirinópolis. Não figurando de Capelinha.

    Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 4 distritos: Rio Verde, Cachoeira ex-Cachoeira Alta, Chapadão e Quirinópolis.

    Pelo decreto-lei estadual nº 1233, de 31-10-1938, o distrito de Chapadão passou a denominar-se Montividiu.

    No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Rio Verde, Cachoeira, Montividiu ex-Chapadão e Quirinópolis.

    Pelo decreto-lei estadual nº 8305, de 31-12-1943, é criado o distrito de Ipeguari ex-­povoado de Santa Helena e anexado ao município de Rio Verde. Sob o mesmo decreto, desmembra do município de Rio Verde, o distrito de Quirinópolis. Elevado à categoria de município.

    No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Rio Verde, Cachoeira Alta, Ipeguari e Montividiu.

    Pela lei estadual nº 191, de 20-10-1948, desmembra do município de Rio Verde o distrito de Ipeguari. Elevado à categoria de município com a denominação de Santa Helena de Goiás.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 3 distritos: Rio Verde, Cachoeira Alta e Montividiu.

    Pela lei municipal nº 353, de 19-01-1953, é criado o distrito de Garimpo do Rio Verdão ex-localidade e anexado ao município de Rio Verde.

    Pela lei estadual nº 954, de 13-11-1953, complementada pela lei estadual nº 1274, de 14-12-1953, desmembra do município de Rio Verde o distrito de Cachoeira Alta. Elevado à categoria de município.

    Pela lei municipal nº 354, de 19-01-1959, é criado o distrito de Ouroana e anexado ao município de Rio Verde.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 4 distritos: Rio Verde, Garimpo do Rio Verdão, Montividiu e Ouroana.

    Pelo decreto municipal nº 499, de 18-11-1961, é criado o distrito de Riverlândia e anexado ao município de Rio Verde.

    Pelo decreto municipal nº 549, de 14-09-1962, é criado o distrito de Santo Antônio da Barra e anexado ao município de Rio Verde.

    Pela lei municipal nº 361, de 15-01-1963, é criado o distrito de Castelândia e anexado ao município de Rio Verde.

    Pela lei estadual nº 4925, de 14-11-1963, desmembra do município de Rio Verde o distrito de Garimpo do Rio Verdão. Elevado à categoria de município com a denominação de Maurilândia.

    Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos: Rio Verde, Castelândia, Montividiu, Ouroana, Riverlândia e Santo Antônio da Barra.

    Pela lei estadual nº 8111, de 14-05-1976, o distrito de Castelândia deixa de pertencer ao município de Rio Verde para ser anexado ao município de Maurilândia.

    Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 5 distritos: Rio Verde, Montividiu, Ouroana, Riverlândia e Santo Antônio da Barra.

    Pelo acórdão do Superior Tribunal, de 21-08-1980, Rio Verde adquiriu do município de Maurilândia, o distrito de Castelândia. O referido Acórdão declara inconstitucional na parte referente ao distrito de Castelândia.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 6 distritos: Rio Verde, Castelândia, Montividiu, Ouroana, Riverlândia e Santo Antônio da Barra.

    Pela lei estadual nº 10393, de 30-12-1987, desmembra do município de Rio Verde o distrito de Montividiu. Elevado à categoria de município.

    Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 5 distritos: Rio Verde, Castelândia, Ouroana, Riverlândia e Santo Antônio da Barra.

    Pela lei estadual nº 11400, de 16-01-1991, desmembra do município de Rio Verde o distrito de Castelândia. Elevado à categoria de município.

    Pela lei estadual nº 11703, de 29-04-1992, desmembra do município de Rio Verde, o distrito de Santo Antônio da Barra. Elevado à categoria de município.

    Em divisão territorial datada de 1995, o município é constituído de 3 distritos: Rio Verde, Ouroana e Riverlândia.

    Pela lei municipal nº 3063, de 08-03-1994, é criado o distrito de Lagoa do Bauzinho, ex-povoado e anexado ao município de Rio Verde.

    Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 4 distritos: Rio Verde, Lagoa Bauzinho, Ouroana e Riverlândia.

    Assim permanecendo em divisões territoriais datada de 2007.

    Fonte: IBGE

    Data de atualização: 29/04/2011