1. Guia
  2. GO
  3. JATAI
  4. Detalhes da cidade
Guia da cidade - JATAI


Detalhes da cidade: JATAI-GO


  • Cidade: JATAI - Estado: GO
  • DDD: 64
  • Região: Sudoeste de Goiás
  • População: 97.077 habitantes (Homens: 46% / Mulheres: 46%)
  • Homens: 44.930
  • Mulheres: 45.015
  • Total de domicílios: 28.270
  • Distância da capital (em km): 293
  • Área (km²): 71.742
  • Densidade demográfica: 125
  • Frota de veículos: 54.055
  • Indústrias: 682
  • Serviços: 2.498
  • Agronegócios: 116
  • Comércio: 3.229
  • Número de empresas: 6.525
  • Serviços de saúde: 81
  • Agências bancárias: 11
  • Educação: 97
  • Administração pública: 26
  • Atividades financeiras: 43
  • Correios e telecomunicações: 8
  • Transportes: 353
  • Alojamento: 38
  • Alimentação: 314
  • Comércio e reparo de veículos: 437
  • Serviços em geral: 1.090
  • Indústria extrativa: 14
  • Construção: 174
  • Reciclagem: 9
  • Eletricidade, gás e água: 15
  • Indústrias em geral: 470
  • Comércio atacadista: 408
  • Comércio varejista: 2.821


  • Jataí Goiás - GO

    Histórico

    .

    De acordo com certos historiadores, Jataí começa sua história em setembro de 1836, quando Francisco Joaquim Vilella e seu filho, José Manoel Vilella, procedentes de Minas Gerais, entraram nos sertões do sudoeste goiano pelo município de Rio Verde, formando uma fazenda de criação de gado às margens dos rios Claro e Ariranha. A Fazenda Ariranha foi adquirida em 26 de dezembro de 1857. Em 7 de agosto de 1864, o município de Rio Verde perde grande parte de seu território ao ser criada a Freguesia do Divino Espírito Santo de Jataí.

    Em 17 de agosto do mesmo ano, o governo de Goiás publica em lei a elevação do território à categoria de distrito. Nessa mesma época Jataí vivia o clima da Guerra do Paraguai, pois sediava um depósito de abastecimento das tropas em marcha para a zona de conflito. No ano de 1875, Jataí já possuía um respeitável comércio no setor da pecuária, juntamente com a atividade agrícola, que também se despontava promissora, exercida manualmente.

    Em 28 de julho de 1882, o governo da província divulga a Resolução da Assembléia Legislativa, na qual eleva a Freguesia de Jataí à categoria de Vila com a denominação de Vila do Paraíso, e foi solenemente instalada em 2 de março de 1885. Em 20 de fevereiro de 1890, a história de Jataí muda com a publicação do decreto nº 22 do governo da província, criando o município de Jataí e desligando-o de Rio Verde.

    Gentílico: jataiense

    Formação Administrativa

    Distrito criado com a denominação de Paraíso, pela lei provincial ou resolução provincial nº 362, de 17-08-1864.

    Elevado à categoria de vila com a denominação de Paraíso, pela lei provincial ou resolução provincial nº 668, de 29-07-1882, desmembrado de Rio Verde. Sede na Freguesia de Paraíso. Constituído do distrito sede. Instalado em 02-02-1885.

    Elevado à condição de cidade com a denominação de Jataí, pela lei estadual nº 56, de 31-05-1895.

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: Jataí e São Sebastião da Pimenta.

    Pela lei municipal de 1918, são criados os distritos de Caçú e Serra do Cafezal e anexados ao município de Jataí.

    Nos quadros de apuração do recenseamento geral de I-IX-1920, o município aparece constituído de 4 distritos: Jataí, Caçú, Pimenta ex-São Sebastião da Pimenta e Serra do Cafezal.

    Pela lei municipal de 06-1921, é criado o distrito de Corrente e anexado ao município de Jataí.

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Jataí, Caçú, Corrente, São Sebastião da Pimenta ex-Pimenta e Serra do Cafezal.

    Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 4 distritos: Jataí, Caçú, São Sebastião da Pimenta e Serra do Cafezal. Não figurando o distrito de Corrente.

    Pelo decreto-lei estadual nº 557, de 30-03-1938, o distrito de São Sebastião da Pimenta voltou a denominar-se simplesmente Pimenta. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Jataí, Caçú, Pimenta ex-São Sebastião de Pimenta e Serra do Cafezal. Pelo decreto-lei estadual nº 8305, de 31-12-1943, o distrito de Serra do Cafezal passou a denominar-se Nuputira e Pimenta a chamar-se Itarumá. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Jataí, Caçu, Itarumá ex-Pimenta e Nuputira ex-Serra do Cafezal. Pela lei municipal nº 25, de 12-03-1949, é criado o distrito de Aporé ex-povoado, criado com terras desmembrada do distrito de Itarumã e anexado ao município de Jataí. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos: Jataí, Aporé, Caçu, Itarumã e Nuputira. Pela lei estadual nº 754, de 21-07-1953, desmembra do município de Jataí o distrito de Itarumã. Elevado á categoria de município.

    Pela lei municipal nº 173, de 07-08-1953, é criado o distrito de São João ex­povoado, criado com terras desmembrada do distrito de Aporé e anexado ao município de Jatai e ainda sob a mesma lei acima citado o distrito de Nuputira passou a denominar-se Serranópolis.

    Pela lei estadual nº 772, de 16-09-1953, complementa da pela lei estadual nº 1274, de 14-12-1953, desmembra do município de Jataí o distrito de Caçú. Elevado á categoria de município.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 4 distritos: Jataí, Aporé, São João e Serranópolis ex-Nuputira.

    Pela lei estadual nº 2091, de 14-11-1958, desmembra do município de Jataí o distrito de São João. Elevado à categoria de município coma denominação de Itajá.

    Pela lei estadual nº 2107, de 14-11-1958, desmembra do município de Jataí o distrito de Aporé. Elevado á categoria de município.

    Pela lei 2116, de 14-11-1958, desmembra do município de Jataí o distrito de Serranópolis. Elevado á categoria de município.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1968.

    Pela lei estadual nº 7444, de 30-11-1971, é criado o distrito de Aparecida do Rio Doce e anexado ao município de Jataí.

    Pela lei estadual nº 7478, de 02-12-1971, é criado o distrito de Perolândia e anexado ao município de Jataí.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 3 distritos: Jataí, Aparecida do Rio Doce e Perolãndia.

    Pela lei estadual nº 11402, de 16-01-1991, desmembra do município de Jataí o distrito de Aparecida do Rio Doce. Elevado à categoria de município.

    Pela lei estadual nº 11405, de 16-01-1991, desmembra do município de Jataí o distrito de Perolândia. Elevado á categoria de município.

    Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído do distrito sede.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

    Alteração toponímica municipal

    Paraíso para Jataí alterado, pela lei estadual nº 56, de 31-05-1895.

    No Censo de 2007, foram recenseados 81972 habitantes, sendo 40489 homens e41483 mulheres; deste total, 75668 habitantes residem na zona urbana e 6304 moram na zona rural. Do total de 75668 habitantes moradores na zona urbana, 36982 são homens e 38686 são mulheres. Do total de 6304 moradores na zona rural, 3507 são homens e 2797 são mulheres. O município possui uma área de 7174,1 Km quadrados e pertence a Mesorregião Sul Goiano e Microrregião do Sudoeste de Goiás.

    Sua sede tem as seguintes coordenadas geográficas: 51,714° de Longitude e 17,881° de Latitude.

    O município comemora o aniversário em 31 de maio.

    Na safra 2007/2008 o município colheu 1176 toneladas de algodão em uma área de 280 ha; 2700 toneladas de arroz em uma área de 1000 ha; 8540 toneladas de feijão em uma área de 4400 ha; 6000 toneladas de girassol em uma área de 4000 ha; 588000 toneladas de milho em uma área de 110000 ha; 653400 toneladas de soja em uma área de 198000 ha; 132000 de sorgo granívero em uma área de 40000 ha; 140000 toneladas de cana-de-açucar em uma área de 1000 ha; 6633 toneladas de banana em uma área de 603 ha.

    A área de plantio de cana-de-açucar está em franco desenvolvimento graças a instalação de usinas de álcool, açucar e biodiesel.

    Fonte: IBGE