1. Guia
  2. AL
  3. RIO LARGO
  4. Detalhes da cidade
Guia da cidade - RIO LARGO


Detalhes da cidade: RIO LARGO-AL


  • Cidade: RIO LARGO - Estado: AL
  • DDD: 82
  • Região: Maceió
  • População: 75.688 habitantes (Homens: 45% / Mulheres: 47%)
  • Homens: 33.695
  • Mulheres: 35.596
  • Total de domicílios: 18.660
  • Distância da capital (em km): 25
  • Área (km²): 3.094
  • Densidade demográfica: 2.239
  • Frota de veículos: 8.082
  • Indústrias: 415
  • Serviços: 1.110
  • Agronegócios: 12
  • Comércio: 1.448
  • Número de empresas: 2.985
  • Serviços de saúde: 19
  • Agências bancárias: 2
  • Educação: 57
  • Administração pública: 9
  • Atividades financeiras: 12
  • Correios e telecomunicações: 5
  • Transportes: 163
  • Alojamento: 4
  • Alimentação: 166
  • Comércio e reparo de veículos: 133
  • Serviços em geral: 540
  • Indústria extrativa: 13
  • Construção: 171
  • Reciclagem: 12
  • Eletricidade, gás e água: 4
  • Indústrias em geral: 215
  • Comércio atacadista: 140
  • Comércio varejista: 1.308


  • Rio Largo Alagoas - AL

    Histórico

    A história de Rio Largo é, em seus primórdios, a mesma de Santa Luzia do Norte. A estrada de ferro, que não passava em Santa Luzia, fez com que fosse direcionado o desenvolvimento para o local, às margens da ferrovia, onde foram instaladas indústrias têxteis pertencentes à Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos.

    O nome Rio Largo originou-se de um engenho de açúcar existente no local onde o rio Mundaú apresenta maior largura. No fim do século XIX foram fundadas duas unidades para a industrialização das fibras têxteis, em trechos de pequenos encachoeiramentos do rio Mundaú,favoráveis àquele tipo de atividade fabril. É válido ressaltar, também, nesse período, o surgimento da Usina Leão, que começou a moer em julho de 1894 e tornou-se, à época, uma das maiores do setor em toda a América Latina.

    A vila de Rio Largo foi criada por decreto de 10 de dezembro de 1830. O desenvolvimento do pólo industrial acarretou, em 13 de julho de 1915, a elevação à categoria de cidade, através da lei 696. Apesar de sua origem recente, Rio Largo deu a Alagoas filhos ilustres como Arnon de Mello e Luiz de Souza Cavalcante, ambos ex-governadores do Estado.

    As festividades em Rio Largo são muito concorridas, destacando-se o tradicional carnaval, com desfile de blocos; as festas juninas, com forró ao ar livre; a festa da Emancipação Política (13 de julho); a festa da padroeira Nossa Senhora da Conceição (08 a 13 de dezembro) e as festas natalinas, com a participação de folguedos populares como pastoril, reisado e chegança. Os cartões postais da cidade podem ser vistos do Alto da Cachoeira (rio Mundaú) e na Av. Santos Dumont (vista parcial da cidade).

    Gentílico: rio-larguense

    Formação Administrativa

    Elevado à categoria de vila com a denominação de Santa luzia do Norte, pelo decreto de 10-12-1830, desmembrado de Alagoas. Sede na ´povoação de Santa Luzia da Alagoa do Norte. Instalado em 13-06-1831.

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila é constituída do distrito sede.

    Pela lei estadual nº 696, de 13-07-1915, transfere a sede da vila de Santa Luzia do Norte para a povoação de Rio Largo, eleva à condição de cidade com a denominação de Santa Luzia do Norte..

    Em divisão administrativa referente ao de 1933, o município é constituído de 2 distritos: Santa Luzia do Norte e Rio Largo (sede).

    Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

    Pelo decreto-lei estadual nº 2361, de 31-03-1938, baixado pelo governo estadual, Rio Largo, passou a ser município e é constituído de 2 distritos: Rio Largo e Santa Luzia do Norte.

    Pelo decreto estadual nº 2435, de 30-11-1938, é criado o distrito de Coqueiro Sêco, com território desmembrado do distrito de Santa Luzia do Norte e anexado ao município de Rio Largo.

    Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 3 distritos: Rio Largo, Coqueiro Seco e Santa Luzia do Norte.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

    Pela lei estadual nº 2463, de 23-08-1962, desmembra do município de Rio Largo o distrito de Coqueiro Seco. Elevado à categoria de município.

    Pelo decreto lei estadual n 2464, de 23-08-1962, desmembra do município de Rio Largo o distrito de Santa Luzia do Norte. Elevado à categoria de município.

    Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. . Transferência de sede Santa Luzia do Norte para Rio Largo alterado, pela lei estadual nº 696, de 13-07-1915. Santa Luzia do Norte para Rio Largo alterado pelo decreto estadual n 2361, de 31-03-1938.

    Fonte: IBGE