1. Guia
  2. SP
  3. DIADEMA
  4. Detalhes da cidade
Guia da cidade - DIADEMA


Detalhes da cidade: DIADEMA-SP


  • Cidade: DIADEMA - Estado: SP
  • DDD: 11
  • Região: São Paulo
  • População: 415.180 habitantes (Homens: 46% / Mulheres: 49%)
  • Homens: 189.216
  • Mulheres: 201.861
  • Total de domicílios: 118.848
  • Distância da capital (em km): 15
  • Área (km²): 307
  • Densidade demográfica: 127.594
  • Frota de veículos: 160.448
  • Indústrias: 4.239
  • Serviços: 9.597
  • Agronegócios: 53
  • Comércio: 8.400
  • Número de empresas: 22.289
  • Serviços de saúde: 204
  • Agências bancárias: 48
  • Educação: 415
  • Administração pública: 16
  • Atividades financeiras: 167
  • Correios e telecomunicações: 226
  • Transportes: 1.048
  • Alojamento: 22
  • Alimentação: 1.609
  • Comércio e reparo de veículos: 1.239
  • Serviços em geral: 4.603
  • Indústria extrativa: 2
  • Construção: 912
  • Reciclagem: 57
  • Eletricidade, gás e água: 19
  • Indústrias em geral: 3.249
  • Comércio atacadista: 973
  • Comércio varejista: 7.427


  • DIADEMA SÃO PAULO

    HISTÓRICO

    Desde 1700, quase toda a área do Município pertencia à Ordem Religiosa dos Jesuítas. Existia na atual Rua Manoel da Nóbrega, antiga Vila da Conceição, uma construção de taipa, conhecida como Casa Grande, com uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição. Sendo trajeto obrigatório de tropeiros em direção à mina de ouro do Embu, então descoberta, transformou-se em passagem de escasso tráfeco na rota Santo Amaro a Mogi das Cruzes, com o declínio da mineração.

    Abandonadas as terras ocupadas pelos jesuítas, o Barão de Tietê conseguiu cerca de 650 alqueires legalizando a posse entre 1813 e 1815. Após sua morte, divididas entre os herdeiros, sobressaíram duas glebas: a do Curral Grande , na parte leste, que deu origem a Piraporinha e a do Curral Pequeno, na parte oeste, ficando sua sede próxima à atual Praça de Matriz.

    O primeiro núcleo populacional nasceu ao redor da capela do Bom Jesus da Pedra Fria, construída por José Pedroso de Oliveira, na estrada da casa Grande, aproximadamente em 1830. Por volta de 1860, coube ao mesmo construtor erguer uma nova capela, em louvor ao Senhor Bom Jesus de Pirapora, a pequena distância da primitiva igreja.

    O progresso foi ativado em 1900, com a construção de uma serraria a vapor, de propriedade de Antônio Piranga, filho de José Pedroso, no atual bairro da Serraria. Funcionou até 1920, abastecendo a indústria de móveis de São Bernardo do Campo. Cerca de três anos mais tarde, os 165 alqueires de terras da serraria foram loteados, com o nome de Vila da Conceição, em homenagem à Virgem de devoção da família Pedroso de Oliveira.

    Em 1926, as águas da represa Billings inundaram parte da região do atual bairro de eldorado constituindo então a "baia de Eldorado".

    GENTÍLICO: DIADEMENSE

    FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA

    Distrito criado com a denominação de Diadema, por Lei Estadual nº 233, de 24 de dezembro de 1948, no Município de São Bernardo do Campo.

    Fixado o quadro territorial para 1949-1953, o Distrito de Diadema permanecendo no Município de São Bernardo do Campo.

    Permanece no Município de São Bernardo do Campo o Distrito de Diadema no quadro fixado pela Lei Estadual nº 2456, de 30-XII-1953 para 1954-1958.

    Elevado à categoria de município com a denominação de Diadema, por Lei Estadual no 5285, de 18 de fevereiro de 1953, desmembrado do Município de São Bernardo do Campo, com Sede no antigo Distrito de Diadema. Constituído do Distrito Sede. Sua instalação se verificou no dia 01 de abril de 1965.

    Em divisão territorial datada de 01-VII-1960, o município é constituído do Distrito Sede.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

    Fonte: IBGE