1. Guia
  2. RJ
  3. ANGRA DOS REIS
  4. Detalhes da cidade
Guia da cidade - ANGRA DOS REIS


Detalhes da cidade: ANGRA DOS REIS-RJ


  • Cidade: ANGRA DOS REIS - Estado: RJ
  • DDD: 24
  • Região: Baía da Ilha Grande
  • População: 191.504 habitantes (Homens: 46% / Mulheres: 46%)
  • Homens: 88.564
  • Mulheres: 88.751
  • Total de domicílios: 55.896
  • Distância da capital (em km): 114
  • Área (km²): 8.004
  • Densidade demográfica: 2.215
  • Frota de veículos: 43.329
  • Indústrias: 1.072
  • Serviços: 5.325
  • Agronegócios: 41
  • Comércio: 4.343
  • Número de empresas: 10.781
  • Serviços de saúde: 156
  • Agências bancárias: 10
  • Educação: 248
  • Administração pública: 23
  • Atividades financeiras: 44
  • Correios e telecomunicações: 13
  • Transportes: 258
  • Alojamento: 314
  • Alimentação: 1.432
  • Comércio e reparo de veículos: 390
  • Serviços em geral: 2.437
  • Indústria extrativa: 13
  • Construção: 531
  • Reciclagem: 20
  • Eletricidade, gás e água: 12
  • Indústrias em geral: 496
  • Comércio atacadista: 234
  • Comércio varejista: 4.109


  • Angra dos Reis

    Rio de Janeiro - RJ

    Histórico

    O Município de Angra dos Reis está situado no litoral fluminense, tendo sido uma das primeiras povoações em terras brasileiras. A penetração de seu território data de poucos anos após a descoberta do Brasil. Segundo alguns autores, Angra dos Reis foi descoberto, em 1502, a 6 de janeiro, por André Gonçalves; segundo outros, em 1532, no mesmo dia e mês, por Martim Afonso de Souza, donatário das Capitanias de São Tomé e São Vicente. O certo é que, no dia consignado à devoção dos Reis Magos, foi descoberta uma pequena baía, a que se deu o nome de Angra dos Reis, em alusão à data.

    Após a notícia do descobrimento, para lá se dirigiram, em 1556, os primeiros colonos que, conforme a tradição, foram os filhos do brigadeiro Antônio de Oliveira e, em 1559, Vicente Fonseca e sua família. Já em 1593 era reconhecida como freguesia, verificando-se em 1608 sua elevação à categoria de vila, com a denominação de Vila dos Reis Magos da Ilha Grande, posteriormente Vila de Nossa Senhora da Conceição da Ilha Grande.

    Angra dos Reis, por seu comércio e produção industrial, foi uma das mais importantes cidades da Província do Rio de Janeiro. Um período de decadência teve início com a inauguração do ramal férreo de São Paulo, culminando em 1888, com a lei de abolição da escravatura. O desvio das mercadorias que anteriormente eram destinadas a seu porto e a falta de braços para a lavoura fizeram estagnar o movimento comercial, atingindo seu poder produtivo.

    Essa situação perdurou até 1926, quando se iniciou a reconstrução do porto, concluída em 1930. A esses melhoramentos seguiram-se a inauguração, em 1928, de um ramal férreo da Rede Mineira de Viação, ligando Angra dos Reis aos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Goiás; a instalação dos serviços telefônicos; do Colégio Naval, em 1952, e dos estaleiros Verolme, em 1960. Tais iniciativas muito contribuíram para o desenvolvimento do Município que se transformou em centro industrial de maior realce no cenário econômico fluminense.

    Gentílico: angrense

    Formação Administrativa

    Freguesia criada com a denominação de Ilha Grande, em 1593.

    Elevado a categoria de vila com a denominaçào de Ilha Grande, em 1608. Instalado em 02-10-1624.

    Elevado à condição de cidade e sede do município com a denominação de Angra dos Reis, pela lei Provincial n° 6, de 28-03-1835.

    O distrito do mesmo nome teve confirmada sua criação, pelos decretos estaduais nos 1 e 1-A, de 09-05-1892 e 03-06-1892, respectivamente.

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece com 6 distritos: Angra dos Reis, Ilha Grande, Jacuecanga, Mambucaba, Ribeira e Matriz.

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Angra dos Reis, permanece com os mesmos distritos citados da divisão de 1911.

    Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

    Pelo decreto-lei nº 392-A, 31-03-1938, distrito de Ilha Grande passou a denominar-se Abraão.

    No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 6 distritos: Angra dos Reis, Abraão, Jacuecanga, Mambucaba, Ribeira e Matriz.

    Pelo decreto-lei estadual n° 1056, de 31-12-1943, o distrito de Ribeira passou a denominar-se Frade que passou a denominar-se Cunhambebe. Sob a mesma lei acima citado o distrito de Matriz passou a denominar-se Praia de Araçatiba.

    Em divisão territorial datada de I-VII-1950, o município é constituído de 6 distritos: Angra dos Reis, Abraão, Cunhambebe ex-Frade ex-Ribeira, Jacuecanga, Mambucaba e Praia de Araçatiba ex-Matriz.

    Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

    Em divisão territorial datada de I-I-1979, teve as áreas urbanas dos distritos: Angra dos Reis, Abraão, Jacuecanga, Mambucaba, Cunhambebe e Praia de Araçatiba, delimitadas pela lei municipal nº 144, de 30-12-1981.

    Em divisão territorial datada de 18-XIII-1988, é constituído de 6 distritos: Angra dos Reis, Abraão, Cunhambebe, Jacuecanga, Mambucaba, e Praia de Araçatiba.

    Assim permenecendo em divisão territorial datada de 2007.

    Fonte: IBGE